LEIA-ME:

Abarcar o mundo ou abraçar o mar.

segunda-feira, 18 de julho de 2011

SOB O SOL DE PARIS

Veja como eles dançam
Sob o sol de Paris
E todas as garrafas vazias
Sussurram teu nome
- jovem meretriz -
Dona da saia mais justa
E dos seios mais lisos
Musa da paixão reprimida
Dona do eterno sorriso

Miguel vendeu dois quadros
Por um preço abaixo do valor
Não creio que será suficiente
Para pagar as dívidas de seu antigo tutor
Enquanto os dias passam
Pelas frestas da porta
E pelas dobras da janela
Miguel deposita sua alegria
Nos espaços vazios da tela

Ele bebe uma canção antiga
Ele canta uma garrafa nova de cidra

"Eu escolhi teu rosto, meu amor,
E o guardei para sempre
Quase como se minha mente fosse
Um ventre"

4 comentários:

  1. "Ele bebe uma canção antiga
    Ele canta uma garrafa nova de cidra" noooossa! deveria fazer um Ctrl C - Ctrl V dessa sem dúvid , poesia. parabéns 2vz rsrs. go ahead!

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito também, eu sempre acho os outros poetas melhores que eu...

    ResponderExcluir
  3. Um começo perfeito!

    "Veja como eles dançam
    Sob o sol de Paris
    E todas as garrafas vazias
    Sussurram teu nome
    - jovem meretriz -
    Dona da saia mais justa
    E dos seios mais lisos
    Musa da paixão reprimida
    Dona do eterno sorriso"

    Quando vai virar música?

    ResponderExcluir
  4. Muito foda amigo Raoni. Adorei os últimos versos. Estarei mais presente por aqui visitando vosso canhoto blog ;)

    ResponderExcluir

DEUS SALVE A RAINHA!

Impresso na gráfica dos Judeus-Sem-Pênis.